Na sombra, Cunha terá dificuldade para manter poder
  • 06Mai
  • 143

Na sombra, Cunha terá dificuldade para manter poder

Com um placar de 11 a zero pelo afastamento do mandato e do comando da Câmara, o Supremo Tribunal Federal mostra que será inútil Eduardo Cunha recorrer da decisão tomada ontem. Apesar do caráter liminar, será definitiva na prática.

Cunha disse ontem que não renunciaria ao mandato nem ao comando da Câmara. Foi a reação no calor dos acontecimentos, a primeira fala dele. Agora, há um debate entre os aliados do peemedebista, a chamada bancada de Eduardo Cunha, sobre que rumo seguir. Para Cunha será importante tentar manter alguma influência sobre esse grupo.

Fora do poder, isso obviamente ficará mais difícil, mas Cunha sabe segredos de diversos deputados e ajudou muitos deles a obter recursos para suas campanhas. No entanto será difícil para o peemedebista manter relevância nas sombras. O poder é cruel. Não há solidariedade em situações desse tipo. Cunha terá de se preocupar com os desdobramentos da Lava Jato e com uma eventual cassação, que agora ganha força.

Muitas vezes o político perde o cargo, mas não perde a pose. É uma confusão que se vê com frequência em Brasília. Ex-ministros se comportando como se ainda fossem ministros. Cunha não terá mais o mesmo poder.

Se ele renunciar ao comando da Câmara, facilitará as articulações para tentar eleger um eventual aliado enquanto ainda não sofre mais consequências da Lava Jato e tem maior possibilidade de intervenção política.

Fonte: IG

Categorias
Outras Postagens
Instagram
Facebook