Colunista

GATOS NÃO SÃO CACHORROS: ENTENDA A DIFERENÇA

No Brasil, o mercado de felinos como animais de estimação cresce a cada ano, mas ainda os cães são a maioria. Muitos tutores esperam que os gatos se comportem como cães, o que é um grande erro. Gatos, quando filhotes, tendem a ser muito brincalhões e interagem bastante, mas conforme vão crescendo, essa interação vai diminuindo muito, ao contrário dos cães que costumam ser brincalhões o tempo todo.

Os gatos dormem de 16 a 20 horas por dia e são muito independentes, portanto:


• Ele não irá correndo toda vez que você chamar;

• Ele até sabe seu próprio nome, mas só vai te atender quando ele quiser;

• A maioria até gosta de receber carinho mas no seu tempo felino;

• Ele não se sente confortável com roupinhas, sapatinhos e coleiras, então, provavelmente, não será um bom companheiro de viagens e passeios na praça.

Quem tem gatos realmente precisa estar preparado para outras aventuras, principalmente quando somos presenteados com suas caças (ratos, baratas, lagartos etc). Vale muito a pena adotar um gatinho, mas é preciso respeitar seu espírito livre. Procurem sempre um médico veterinário qualificado!

Dra. Paula Sumie
COLUNA SAÚDE ANIMAL: Proprietária da clínica Turma dos Bichos, em Jales/SP, a médica veterinária informa sobre a saúde do seu pet, doenças e tratament

LABIRINTITE: VOCÊ CONHECE AS CAUSAS?

Anterior

HÁBITOS QUE ESTRAGAM OS DENTES

Próximo

Notícias relacionadas