Colunista

RESOLUÇÕES DE ANO NOVO: IDEALIZANDO UM ANO MELHOR

Todos os anos a cena se repete. Com a chegada de dezembro, fazemos um balanço de tudo o que alcançamos no último ano e traçamos novas metas para o próximo: emagrecer alguns quilos, começar (ou levar a sério) um exercício físico, começar a namorar, dedicar-se mais aos amigos e família, iniciar algum curso, comprar um imóvel, e por aí vai...

Avaliamos nossa vida e rotina e fazemos uma “lista” de situações que não estão de acordo com a forma que gostaríamos que estivessem e, em seguida, traçamos um modelo do que seria “ideal” (o jeitinho que seria perfeito para cada um de nós). Esse exercício pode ser muito produtivo por nos possibilitar almejar crescimento e desenvolvimento, realizações e sentimentos de esperança.

O problema é que, normalmente, fazemos essa lista, criamos uma série de expectativas, mas só voltamos a entrar em contato com ela no final do ano seguinte. E, muitas vezes, vem a frustração: os quilos se mantiveram (ou aumentaram), o exercício ficou para segundo plano e, mais uma vez, não conseguimos manter a proximidade que se gostaria com família e amigos.

E após nos lembrarmos de todos os objetivos que já traçamos ao longo desses anos e das inúmeras vezes em que não conseguimos realizar o que estava planejado, vem a pergunta: “Mas dá para mudar essa cena no final deste ano? Será que conseguirei concretizar, até o final do próximo ano, as metas que eu traçar neste final de ano?” Essa não é uma resposta fácil de encontrarmos. Uma coisa é certa: se mantivermos a tradição de fazermos a lista e não pensarmos em como alcançar cada um de seus itens, as chances de frustração são grandes. Por outro lado, uma mudança de postura pode ser determinante para mudarmos o cenário que se repete a cada ano. Listei aqui algumas dicas que podem ajudá-lo nesta empreitada!

Seja razoável e realista. Avalie o quão acessível é essa meta que você almeja. Por exemplo, perder 15 kg em um ano (ou em alguns meses) não é nada fácil!

Divida sua meta em metas menores, progressivas. Assim você poderá se beneficiar de pequenas conquistas. Se você quer ser um triatleta, por exemplo, escolha uma das modalidades para começar. Quando estiver habituado à ela, parta para uma segunda modalidade e assim sucessivamente.

Dê prazo para as metas menores acontecerem. Traçar metas para o ano é muito amplo. Assim, a gente pode “ir deixando” para começar ou fazer mais frente e quando se dá conta, já é dezembro! Pense em prazos para as metas menores (pelo menos para inicia-las). Você pode planejar para cada trimestre, por exemplo, quais serão seus compromissos.

Valorize as pequenas conquistas – você pode ainda não ter conseguido comprar o carro que tanto sonha, mas deve se orgulhar por conseguir poupar a quantia pré-estabelecida todos os meses. Lembre-se que para chegar ao seu destino antes há um caminho a ser trilhado e cada passo dado é importante!

Avalie se será necessário contar com ajuda para alcançar suas metas (parceiro, família, amigos e profissionais) e tente viabilizar essa ajuda. Aqui vale tudo: pedir para o cunhado ajudar a montar uma planilha de gastos/investimentos, chamar uma amiga para fazer caminhada com você, combinar com o parceiro mudanças em sua rotina e, é claro, quando necessário, buscar um profissional que possa contribuir no alcance de suas metas.

E se mesmo assim ao final do próximo ano você não tiver conseguido cumprir todas as suas metas, não se desespere! Faça uma avaliação sobre a relevância e coerência da sua meta, do que você já conseguiu tentar para alcançá-la e, também, de até onde conseguiu ir. Mudanças não são fáceis e exigem adaptação. Além disso, também não podemos deixar de considerar que imprevistos acontecem e que muitas são as vezes em que precisamos deixar um plano de lado, para lidar com algo novo. Seja mais bondoso com você ao traçar suas metas para o próximo ano! E que 2020 seja um ano de mudanças... a começar pela forma como trataremos nossos projetos!

Talita Yarak Buchalla
COLUNA SAÚDE MENTAL: A psicóloga clínica analítico comportamental atuante em Jales/SP traz informações sobre a importância de cuidar do nosso psicológ

VINHOS PARA AS FESTAS: SAIBA COMO COMBINAR

Próximo

Notícias relacionadas